Carmen Dion

Ir em baixo

Carmen Dion

Mensagem por Carmen Dion em Sab Mar 12, 2011 6:38 pm

Nome: Carmen Dion.

Música: Nada sei – Kid Abelha.


Classe: Super Aprendiz.

Afinidade Elemental: Vento, embora ninguém saiba.

Profissão: Nenhuma definida, vive do que puder arrumar. Também normalmente furta.

Idade: 17 anos.

Altura: 1,67m.

Peso: 54,8kg.

Raça: Humana.

Tipo sanguíneo: B+

Cor de pele: Morena permanentemente.

Olhos: Azuis escuros.

Rosto: "Triangular": Com a testa um pouco larga, o queixo mais fino, e bochechas não tão expressivas. Geralmente, revela felicidade.

Cabelos: Devido a um acidente, os cabelos dela foram destruídos. Os pequenos fios que cresceram de volta são castanhos, e quase sempre estão debaixo de uma peruca loira, esta com um penteado meio desarrumado, quase solto, com uma fitinha prendendo só a ponta.

Cheiro: Costuma cheirar a suor, por correr pra caramba.

Voz: Fina, mas não exageradamente. Costuma estar elevada.

Traços característicos: Muitas cicatrizes nas pernas e nos braços, devido às suas corridas por muitos tipos de lugares e a ferimentos devidos a provocar brigas.

Mão dominante: Destra.

Máxima: Aproveite o dia.

Local de Nascimento: Desconhecido, mas foi criada em Comodo.

Dia de nascimento: Não se sabe o dia exato, mas por convenção ela diz que faz aniversário em 9 de setembro.

Hobby: Procurar lugares inusitados para dormir.

Comida predileta: A maioria das comidas com chocolate na receita.

Bebida predileta: Café.

Biografia:
Uma Criança Largada. (0-11 anos)
Spoiler:
Carmen, pouco depois de nascer, foi exigida como o pagamento que uma família pobre tinha que dar a uma mercenária, a qual tinha sido contratada por eles para um assassinato. Muito feliz com o pagamento, enquanto pôde, a assassina, agora mãe da menina, cuidou dela como se fosse sua legítima filha.
Até que um dia, depois de quase um ano, a mercenária foi com Carmen para uma praia isolada perto de Comodo. Se sentindo segura o bastante, a mercenária dormiu ali mesmo, junto com a criança... E, enquanto eles dormiam, um bando de arruaceiros totalmente falidos seqüestrou a criança.

A mulher, após acordar, tentou prestar queixa, mas, por ser muito inexperiente, tanto foi reconhecida como autora de alguns crimes quanto capturada pelos policiais. Não se sabe que fim a mercenária levou após isso.

Não tendo quem pagasse pelo seqüestro, os arruaceiros que seqüestraram Carmen não tinham utilidade para a menina e o líder deles disse que ela deveria ser abandonada, mas, para sorte dela, um casal de arruaceiros ficou com pena da menina por este destino e decidiu levá-la para ser criada junto às crianças de classe baixa de Comodo.

Vivendo na favela, a vida de Carmen tinha sido algo louco: Mesmo sendo uma criancinha, ela, junto com outras criancinhas, fazia coisas como furtar lojas, se passar por outras pessoas, espiar gente pela fechadura, entregar alguns materiais suspeitos, sair correndo quando percebiam os furtos dela (Aliás, foi nessa fase da vida que ela começou a prática da corrida), além de claro, brincar bastante com as outras crianças. Carmen amava a vida que tinha.

Até que, aos 5 anos de idade, aqueles que até então sustentavam a menina já não tinham mais condições de fazê-lo. Sabendo disso, os mesmos responsáveis por Carmen não ter sido “jogada fora” foram responsáveis por botar ela em um orfanato, já que não podiam cuidar dela eles mesmos, visto que o líder deles tinha meios de descobrir o desacato a sua ordem.

Uma vez no orfanato, a vida de Carmen se tornou bem mais restrita. Só a entregavam brinquedos praticamente detonados, devido a preconceitos com sua origem humilde. Ela comia muito pouco, e o que comia era de péssima, horrorosa qualidade. Ela detestava viver ali, e constantemente tentava fugir, mas sempre era “recapturada” e devolvida ao orfanato... até que chegou o dia.

Um dia, quando Carmen tinha seus 11 anos, ela e mais outros que queriam muito fugir dali se organizaram e conseguiram escapar! Após encher todos que ajudaram ela de agradecimentos, abraços, e beijos, Carmen se pôs a dormir em uma casa abandonada, para ter bastante energia para o que fez no dia seguinte: Roubou várias coisas de lojas de Comodo: Muitos suprimentos, algumas roupas e uma mochila, e saiu correndo da cidade! Estava louca para sair andando mundo afora conhecendo todas as coisas legais que desse para ver enquanto estivesse viva.
Desde esse dia, Carmen é que se pode chamar de uma andarilha, e vive muito feliz com a vida que leva.

Uma Andarilha Nova. (11-16 anos)
Spoiler:
Mas... por mais que adorasse viagens, Carmen tinha um grande problema: Não saiba lutar de modo algum. Por mais carismática que fosse, Carmen nunca foi de pensar antes de agir, o que até hoje a arranja muita briga. (E honestamente, ela gosta muito de provocar briga com qualquer um que implicar com ela) O problema é que antes ela não sabia lutar, e este período em que ela só provocava briga mas não as resolvia a rendeu várias cicatrizes profundas nos braços, com os quais ela se defendia de ataques, e nas pernas, que além de serem miradas para dificultar a mobilidade de Carmen, são atingidas diretamente em suas viagens por plantas rasteiras espinhosas e/ou venenosas.

Um dia, em uma viagem até Aldebaran, Carmen encontrou o “clube do aprendiz”, e, curiosa, foi checar o que era aquilo tudo.

Foi ali que a menina achou a solução definitiva para seus problemas com falta de capacidade pra lutar! Falando com o líder daquilo tudo, Tzerero, Carmen descobriu que os membros do clube, chamados de “super aprendizes”, além de levarem vidas divertidas e humildes (como a própria Carmen era e continua a ser), tinham um estilo de luta baseado em técnicas de classes básicas, e que, por isso, não levariam séculos de treino rigoroso para aprender, mas sim só algum tempo de aprendizado, que Carmen não tem dificuldades em enfrentar com sua enorme vontade de aprender qualquer coisa que a interesse. O potencial dela para ser uma super aprendiz foi visto rapidamente por um dos companheiros próximos de Tzerero e não foi negado. Como a classe sabe como uma luva na mentalidade de Carmen, não são necessárias mais explicações sobre ela hoje ser uma super aprendiz.

Mas... Como ela veio a descobrir mais tarde... os super aprendizes tendem a ser vistos sempre como menos maduros que representantes das demais classes, o que até hoje irrita Carmen. E MUITO. Bem... Tudo tem seus defeitos.

Uma Agente Irrelevante. (Parte de seus 16 anos)
Spoiler:
Por incrível que pareça, Carmen já esteve na Ordo Septimus (Também conhecida como Organização VII), de um modo que será respondido abaixo:
Ela estava andando por Prontera, quando, perto de um bar, ouviu as vozes de estranhos: eram muitos membros da Organização VII reunidos, socando mesas e gritando num bar à noite. Naturalmente, Carmen achou que era um bando perigoso e muito ameaçador, e decidiu não falar com eles. Mas alguns dias depois, ainda andando pela enorme cidade que é Prontera, se deparou com uma templária (que depois a menina soube que se chamava Maloro Lennert) que estava com aquele bando estranho. Depois de um diálogo com ela e após revelar desejo intenso de ajudar a Organização VII com o problema que eles estavam tendo com comunicadores, Carmen foi aceita dentro da agência.

Porém, um dia, em um bar, um arruaceiro louco chamado de Sir. Cabrial caiu do céu e começou a falar de um grupo de “gente livre”, o grupo “A”. Liberdade interessa muito a Carmen, e por isso, ela ficou atraída pela proposta de se juntar a eles. A única pessoa na VII que sabia disso de algum modo é um demônio conhecido como Kurosaki Kaen Flamaeryus.

Dentro da Organização VII, Carmen fez algumas amigas!
Houve uma vez onde, pouco depois da entrada da super aprendiz na agência/organização/whatever, foi feita uma expedição a Glast Heim, para treinamento!
Na expedição, Carmen conheceu alguém que parecia tão adaptada ao clima da VII quanto ela prórpia, uma novicinha fofucha com um gorro chamada Nazca. Tecnicamente ela se chama Nazca Acëst, mas Carmen NUNCA ouviu esse sobrenome dela, então para a super aprendiz é só Nazca.
Embora tenham se conhecido no meio de um lugar assustador, obscuro e terrível como Glast Heim, Nazca e Carmen se tornaram boas amigas desde então, tendo sido umas verdadeiras inúteis em várias missões, mas sendo felizes ainda assim!

Outro dia, enquanto um membro da Organização VII, um mercenário conhecido como Haseo Volleüx falava sobre seu elmo amaldiçoado, Carmen notou uma espadachim que ouvia, aparentemente tão ou mais entediada que ela. Ao se aproximar dela para conversar, Carmen descobriu que o nome da espadachim (agora cavaleira) é “Katherine Lounge”, e que Katherine pensava tão similarmente a Carmen que, mesmo sem conhecê-la direito, a super aprendiz já poderia chamá-la de amiga!
Mas Katherine tinha um grave problema emocional relacionado à morte de uma amiga dela, motivo pelo qual Carmen deixou de ir festejar em Brasilis para ficar em Prontera a ajudando a se recuperar. Não pensem que ela ficou triste ou arrependida, muito pelo contrário, Carmen estava extremamente contente em poder ajudar aquela que sem dúvidas ela considera sua melhor amiga agora, e com quem sempre que possível divide algumas situações difíceis, e, claro, vai a festas, nas quais Katherine faz Carmen parecer uma criancinha.

Teve um tempo onde as três andavam juntas sempre, como três amigonas que eram e continuam a ser.
Carmen teve seus tempos mais felizes junto com as duas amigas, mas a super aprendiz foi afastada delas pelo grupo que explicarei mais adiante, logo lá abaixo.

Mais tarde, a super aprendiz se envolveu em um grupo com Haseo Volleüx (O do elmo amaldiçoado) e um arruaceiro chamado Rhein Linz, esse último já esteve empatado com Katherine no quesito “pessoa de que a Carmen mais gosta no mundo”, porém, ela tem visto muito pouco ambos os companheiros. Por um tempo, esperou bastante que pudesse revê-los e viver algumas doideiras com eles.

Depois do enterro de Alex, onde Carmen arrumou algumas confusões por declarar seu ódio pelo defunto, a super aprendiz tomou sua decisão: Jogou o distintivo da Organização VII no mar de Moscóvia enquanto saía de barco, muito feliz por se livrar dos que ela já julgava serem um bando de militares irritantes, embora tivesse ficado com uma das “militares irritantes” na mente em especial: Maloro Lennert, a templária a quem ela devia mais agradecimentos do que tinha dado.

Uma Andarilha Largada. (Parte de seus 16 anos)
Spoiler:
Quando encontrou Déborah S. Eisenheim, uma das filhas do velho que ela havia desrespeitado, estava claro que agora, mais do que nunca, Déborah implicava com ela. Desde aquele dia, por um bom tempo, Carmen teve um ódio enorme de Déborah, e deseja muito esfaqueá-la sem piedade até que ela pare de implicar. Atualmente, a super aprendiz nem liga mais.

Haseo Volleux e Rhein Linz tinham voltado a "aparecer" para Carmen, porém estavam um pouco mais chatos do que antes...
Haseo tinha se tornado um cultista de Morroc, o que parece ter elevado seu ego um pouco.
Rhein tinha se tornou mais sério, coisa de que a Carmen NÃO gostou, e por conta de que a menina já rompeu o relacionamento com ele.
Uma vez, os dois a levaram para uma floresta, e como Carmen não tinha lugar pra dormir e nem um modo de se enxugar depois do banho (e nem juízo), foi dormir dentro de uma grande sacola que tinha carregado até lá.
O problema é que Haseo foi para Prontera e Rhein foi atrás dele. Ambos esqueceram a super aprendiz ali dormindo.
Foi quando, de dentro de uma moita, surgiu um homenzarrão fantasiado de urso, que acordou Carmen para depois estuprá-la! (Sim, isso realmente aconteceu...)
Embora a garota já tivesse tido experiências sexuais antes disso, não tinha sido nada violento daquele modo, portanto, Carmen ficou traumatizada... e ficou duvidando desde ali sobre a amizade daqueles dois.
Pra completar, ambos a levaram a força até uma das cidades que mais odeia no mundo, por conta de ser seca e infestada de fanáticos que Carmen julga entediantes: RACHEL!!
Depois da mudança do grupo ter sido feita SEM aprovação da super aprendiz, Carmen começa a duvidar do quanto aqueles dois amigos realmente gostam dela, e começa a sentir muitas saudades de quando andava com Katherine e Nazca.
Era bem provável que Carmen fosse dizer adeus pros dois, naquele ritmo.

Inconformada com as diversas pessoas a subestimando por ser uma super aprendiz, e por algumas de fato poderem facilmente impor suas forças sobre as dela, como quando Haseo a prendeu em uma mala para levá-la à força pra Rachel, e tendo pouco/nada pra fazer em Rachel com aqueles dois chatos, Carmen começou naquele ponto a tirar a poeira de sua adaga e ligar bem mais do que antes para seu treinamento. Afinal, se ela ainda está sendo tão derrubada por um homenzinho mais forte, quer dizer que ela não vai poder sair andando por aí e fazendo o que bem entende.
Mas honestamente, entre um treinamento e outro, Carmen começava a fazer coisas como arrancar pêlo de Siromas, monstros em uma caverna próxima de Rachel, usar a Main Gauche flamejante para ver se o gelo derrete, arremessar peixes em algumas pessoas, e tentar escalar a caverna, procurando ver como é a vista de lá de cima, mas sendo normalmente impedida pelo calor que o deserto causa nas pedras ao redor da caverna de gelo (SIM, isso é uma crítica à geografia maluca do Ragnarok), ou tentar adentrar dita caverna, querendo saber como ela deve ser por dentro, imaginando um lugar lindo, daqueles que se Carmen não visse na vida, iria se arrepender! Quando tenta algo assim, deixa um rastro de Yetis vivos a perseguindo, os quais normalmente conseguiram impedí-la ao longo do tempo com a ajuda de Gazetis, mas que NÃO a fizeram desistir de tentar... até que ela se entediou com isso.

Depois disso, sua barriga roncando a dizia que ela tinha que arrumar algum modo de conseguir comida, a garota tinha passado tempo demais naquela caverna. Então, lá se foi Carmen de carona no aeroplano (ficar em Rachel era chato demais), para começar a vida de... menina que leva bicos mais a sério! Sim, ela passou uma bela temporada andando sem rumo por Midgard enquanto fazia bicos, normalmente mal-pagos, mas bastante variados. Chegou a trabalhar como empregada (foi demitida por roubar a comida da casa), como lixeira (dispensada por acabar dormindo muito no serviço), até como mercenária (Carmen se deu bem nesse trabalho, mas do contratador, que pediu a ela para dar jeito em um grifo que estava a derrubar a casa, não se pode dizer o mesmo), e acabou se identificando com um trabalho de entregadora de correio. Claro, ela não ficou naquele trabalho, porque uma cliente a acusou de atentado ao pudor só porque Carmen tinha passado por um rio para chegar até a casa da delatora.

Nessas andanças loucas em busca de algum dinheiro, a super aprendiz passou por alguns incidentes marcantes, como uma busca no castelo de Prontera por provas que acusassem a Ordo Septimus de ter cometido um assassinato. Carmen acabou sendo presa por ter se metido em uma briga com o clero de Prontera na busca.
Ela também esteve em uma investigação... na qual acabou quebrando a perna esquerda. Em uma casa, com a perna quebrada, Carmen não teve escolha se não fazer algo que raramente faz: pensar. Ela pensou que estava se dando mal demais agindo do modo que estava até então, e decidiu tentar agir mais racionalmente. Mas na hora do vamos ver, Carmen ainda é fortemente controlada pelo impulso. Ou seja, ainda estava começando a mudar.
Ainda nessa onda de mudanças, Carmen descobriu que sua massa corporal a prejudicava tanto na vida pessoal, onde era fortemente desclassificada pelas mais cheinhas, quanto em combates, onde a falta de massa prejudicava sua força física. Assim, ela decidiu começar a engordar! E nessa fase da vida, se dedicou bastante a ficar mais cheinha!

Curso como Corsária. (16-17 anos)
Spoiler:
Após algum tempo se passando assim, tendo estado sem muitos companheiros nesse tempo todo, ao fazer um passeiozinho por Alberta, Carmen foi avisada por um rapaz misterioso de cabelo roxo sobre um pessoal que, supostamente, navegava a bordo de um navio chamado Deviace, e que parecia ter como objetivo sair viajando pelos mares, descobrindo algumas ilhas e fazendo ousadias, os Corsários de Aegir. Ao menos foi isso que a super aprendiz entendeu. Ela nem pensou duas vezes! Já havia perambulado demais pela terra, queria conhecer o mar agora!

Então, lá se foi ela, rumo ao navio Deviace, onde a foi dito para procurar Coonell e tentar se juntar aos Corsários! No navio, a garota esbarrou naquela que viria a ser uma "inimiga" sua dentro do pessoal, uma sacerdotisa chamada Keira. Para ser recrutada, Carmen teve que expulsar de Alberta uma super aprendiz bêbada de personalidade bastante parecida com a sua, uma chamada Joselita. Como esta estava bêbada, Carmen conseguiu expulsá-la, e foi aceita por Coonell dentro dos Corsários, finalmente! Desde então, ela tenta manter contato com aquele rapaz de cabelo roxo, contando a ele sobre como são seus dias com os outros aventureiros.

Algumas semanas depois, o grupo fez uma expedição a um local conhecido como o Losango das Bermudas. A princípio, Carmen achou que seria divertido! Depois, mudou de ideia totalmente. Chuva de sanguessugas, ninfas de água, mar se tornando lava enquanto o Deviace se tornava gelo, isso tudo aconteceu na mesma viagem, mas nada disso foi pior pra Carmen do que ter visto a cara de seu capitão Coonell totalmente desfigurada pela lava de antes. Só uma coisa foi pior para a super aprendiz do que aquela visão: Ela ter sido tomada por um impulso de raiva e ter assassinado a Joselita de modo cruel. Só depois de fazer isso, enquanto outros Corsários lutavam, ela percebeu que a super aprendiz morta poderia ter sido sua amiga! Mas acabou sendo morta. Ali, chorou muito, mas muito. Muito mais do que o habitual! Não bastasse isso, ela teve a visão de um dos Corsários morrendo! Foi o suficiente para que Carmen se acabasse de tanta tristeza. Mesmo depois de ver que Joselita e o corsário na verdade eram ilusões, mesmo ela não tendo realmente matado a outra super aprendiz, a mera visão daqueles acontecimentos foi o bastante. Quando os Corsários de Aegir, não tendo ganhado absolutamente nada na expedição, voltaram para Alberta, a garota se decidiu: Começaria a controlar melhor seus impulsos, imediatamente. Aquele incidente também a deixou mais sensivel ao significado de matar alguém.

Pouco tempo se passou desde então, e junto dos Corsários de Aegir, Carmen viveu momentos muito divertidos, conheceu pessoas bastante legais, como por exemplo o próprio Coonell, Pupa e Antares, e engordou consideravelmente, já que tinha comida no Deviace! Nessa parte da vida dela, passar pelo navio, mesmo que seja para comer um pouco, tinha se tornado parte da vida da super aprendiz. Ela se via muito, muito feliz vivendo daquele modo, embora às vezes, pensasse que o capitão estava insatisfeito com ela.

Dados gerais:


Personalidade:

Extremamente espontânea e informal, Carmen por muitas vezes faz e diz aquilo que pensa sem pensar sobre o que vai fazer, o que pode chegar a magoar alguém sem que ela queira ou arrumar confusões sem necessidade nenhuma. Mais tarde, contudo, é que ela percebe as idiotices que faz ou diz. E não raro, se arrepende.

É muito animada, está sorrindo por boa parte do tempo, fica bastante feliz ao conhecer alguém, e normalmente dá saltos de alegria enquanto fala ou ouve de coisas que a agradam.
Pelas características já mencionadas, a primeira impressão que se tem de Carmen é que ela é infantil, mas se alguém tentar conhecê-la melhor, logo perceberá que ela não é tão criancinha assim. É muito, MUITO pervertida, agora é menos do que antes, graças a ...um evento não muito agradável. Mesmo assim, ainda pensa besteira quase que instintivamente sobre QUALQUER coisa com "aquela" ambiguidade, sabe quando um rapaz está tentando se aproximar dela, gosta de coisas como festas com bebida alcoólica, e não tende a ser tímida em frente a galanteios.

Como ocorre com vários aventureiros, explorações mal-sucedidas a tornaram cuidadosa com seus arredores. Ela não é o tipo de correr sem pensar em qualquer direção. Aprendeu também a não sair arrumando confusão com as pessoas sem motivo, e se esforça para não haver necessidade de brigas. Se a necessidade existir... bom, ela briga! Mas Carmen não é a pessoa mais corajosa do mundo, e fugirá se sentir que deve. Oh, e apesar de cuidadosa com seus arredores, ela é até aberta demais com as pessoas.

Aparência:

O corpo de Carmen é bastante magrelo, embora o tronco e os braços tenham músculos bastante visíveis, devido ao treinamento. O busto, em relação ao corpo, é de tamanho pequeno. Seus membros mais desenvolvidos são, como se pode ver claramente, todos aqueles da cintura para baixo, devido a exercícios MUITO constantes. (Andar, correr e dançar se destacam).
Esse corpo, junto de suas feições normalmente alegres, a confere uma aparência pouco ameaçadora, deixada um pouco mais intimidadora pelas cicatrizes em seus membros e pelos músculos desenvolvidos nos braços, mais ainda assim, não ameaçadora. Especialmente porque, magrela do jeito que é, não pode ser REALMENTE musculosa.

Vestimenta e equipamentos:

A vestimenta normal de Carmen é uma versão customizada do uniforme das Super Aprendizes, com uma bermuda mais curta, uma camisa rasgada para ficar também mais curta, e com os panos atados à bermuda também rasgados. Ver essa versão daquele uniforme pode lembrar o das ferreiras. Quando Carmen não pode usar seu uniforme customizado, normalmente usa uma túnica, ou às vezes uma versão normal do uniforme, como, por exemplo, em lugares frios, onde uma blusinha e um short não são a melhor escolha de roupa.
Outra combinação de roupas com que ela é vista por aí é uma camiseta amarela curta, com alças, que mostra a barriga, uma calça de lona marrom que chega até pouco além dos joelhos da menina, e sandálias laranjas com umas plataformas que a fazem parecer alguns centímetros mais alta. É, ela quase não tem roupa de frio.
Já foi vista UMA SÓ vez correndo nua em Alberta. Se algum dos que presenciaram aquilo a perguntarem sobre isso, ela responderá, embora que envergonhada por a lembrarem daquilo.
Geralmente anda por aí com uma Cinquedea simples na mochila para quando for preciso lutar, equipada com seu Escudo do Aprendiz, uma Camiseta e calçando os sapatos que dizem terem sido usados pelo anjo guardião dos Super Aprendizes, a Reencarnação do Anjo.
É também normal dela carregar na mochila Poções do Despertar, afinal, pode ser que ela precise de mais velocidade em seus ataques, e para isso a poção está aí.
Em algumas explorações, encontrou corpos de gente derrubados portando mochilas, das quais tirou várias coisas, entre elas caules, granadas (um tipo de jóia, não uma bomba), garrafas, cartas que Carmen mal consegue ler, gravuras, uma stiletto trovejante, um ovo de algum animal que Carmen não consegue identificar, entre outras coisas.
Em mais uma andança, encontrou o Sapo-Cururu. Carmen nem ligou pro animal. O que acontece é que um mago passou perto dali e provocou o sapo com um gesto obsceno para a espécie.
O sapo e o pequeno mago travaram uma formidável luta, com direito a eficientes barragens de fogo, sapos espancando o mago, e à Carmen asssitindo à luta. Tentando ser útil, Carmen pegou um de seus sapatos e atirou contra o sapo!
Foi um golpe certeiro!!... na barriga do mago, que ficou a agonizar de dor por ser pouco resistente. Naturalmente, foi espancado pelo Sapo-Cururu e seus Sapinhos de Rodda, incidente após o qual Carmen correu pra pegar de volta seu sapato e trombou com força no sapo, que já enfraquecido, acabou por tombar.
Alguns segundos depois do atordoamento que Carmen enfrentou pela trombada, ela viu que tinha deixado cair algo valiosíssimo: ÁLCOOL! Ela sem pensar duas vezes pegou o álcool, um punhado de terra, e um beijo do anjo que tinha sido deixado pelo sapo derrotado... e até hoje não sabe que tem tal ornamento pra cabeça.
Ainda vale mencionar que Carmen adora carregar garrafas cheias de bebida alcoólica por aí, normalmente algo como Cachaça ou Vodka. Tem vontade de carregar um monte de Absinto, bebida EXTREMAMENTE forte da qual Carmen ouviu falar em uma ida a Moscóvia. Por mais que a própria menina não aguente nem meio copo de absinto.
Mas Carmen nunca, nunca se separa de seu querido Chapéu de Super Aprendiz com uma carta de Salgueiro equipada em sua vaga para cartas. É um chapéu bonito e razoavelmente poderoso, e com a essência do Salgueiro mais do que duplicando o mana da Super Aprendiz, é como se, para nossa menina, não existisse um chapéu mais desejável no mundo inteiro!

Sprite do uniforme customizado (Feito por mim xD):
Spoiler:


Com o uniforme customizado, Carmen parece algo assim:
Spoiler:

(com peruca loira)

OU


(como fica naturalmente)
(Escolha a visualização que preferir x3)

Com roupa casual (ainda mais do que aquele uniforme) e a peruca loira, Carmen parece algo assim:
Spoiler:

Possessões Valiosas:

Carmen, segundo ela mesma, tem algumas possessões extremamente valiosas: Seu Chapéu do Super Aprendiz, seus amigos, e sua liberdade!
Mas como possessão não-tão-valiosa, ainda tem um ornamento em forma de torrada que se usa na boca, que roubou da cozinha do mestre-cuca Charles Orleans. Até hoje Carmen não gosta de não poder de fato comer a torrada.

Bichos de estimação:

Já teve um Peco Peco, mas um arruaceiro perto de Comodo o seqüestrou e o comeu na janta. Depois disso, Carmen nunca comeu carne desses pássaros, e meio que se afasta de pessoas que a comam, aspecto que tende a ser interpretado como antipatia.

Aliados relevantes:
Nenhum aliado de grande peso na sociedade. Os maiores aliados da Carmen são Katherine Lounge, embora esta tenha praticamente sumido do mapa, Nazca Acëst, Rhein Linz, e Haseo Volleüx.
Claro, vale dizer que ela pode contar com os Corsários de Aegir se precisar de ajuda.

Inimigos relevantes:
O arqui-inimigo da Carmen foi uma pessoa um tanto mais relevante que seus aliados: Ilium, do clã Memento Mori, por ter sido implicante enquanto vivo.
Vale mencionar Déborah Slyther Eisenheim, a qual a garota já considerou como inimiga, mas pra ser sincera... ela e Carmen não se vêem faz tanto tempo que a super aprendiz já deixou a condessa pra lá.
A verdade é que a super aprendiz, depois de um tempo, passou a ter vontade de deixar os inimigos para lá e só pensar em fazer novos amigos, e claro, melhorar o relacionamento com os antigos.
No entanto, ela tem uma inimizade da qual não vai se desfazer tão facilmente. Por cometer atentados ao pudor em Rachel e agir visivelmente contra os mandamentos da deusa Freya, Carmen é inimiga do Governo da capital de Arunafeltz. No momento, está aí a mais preocupante inimizade da garota.

Peculiaridades:

Embora Carmen tenha aprendido em suas viagens a falar bem e se portar formalmente à mesa, seu vocabulário é muito simples e enquanto come não demonstra etiqueta alguma. Diz que é porque essas lições todas são para gente metida.

Por mais despreocupada que seja, quando necessário, Carmen dedica toda sua atenção a seus amigos. Afinal, sem eles, a vida teria bem menos graça.

Carmen normalmente não liga para as pessoas que a acham infantil, não conseguindo ver porque para ser adulta uma pessoa precisa ser tão séria. Mas tem uma palavra de que ela ODEIA, mais do que qualquer outra palavra, ser chamada: “Criança”. A Super Aprendiz normalmente não hesitará em tentar esfaquear quem chamá-la desse jeito!

Tem grandes dificuldades em pronunciar nomes mais complicados do que o normal, como por exemplo, “Ktullanux”, “Niddhogr”, ou “Eisenheim”; este último já causou uma confusãozinha para Carmen.

Como pode ser suposto da peculiaridade acima, Carmen também tem uma escrita ABOMINÁVEL, com letras similares a garranchos feitos com a mão direita de um canhoto.

Informações Pertinentes:

Atributos:

-----------------------------
Força: Alta (No entanto, a pouquíssima massa corporal limita bastante o que ela pode fazer com essa força.)
Agilidade: Extrema (E dessa vez, a pouca massa ajuda!)
Vitalidade: Muito Baixa
Inteligência: Muito Baixa
Destreza: Média (Fica mais aguçada quando Carmen se concentra.)
Sorte: Baixa
-----------------------------
Carisma: Alto!
Manipulação: Muito Baixa (É manipulável.)
Aparência: Depende da sua noção de aparência.
Percepção: Média (Fica mais aguçada quando Carmen se concentra.)
Sabedoria: Média (Carmen é bem estúpida, mas aprendeu alguma coisa com tantas viagens que fez.)
Raciocínio: Médio-Baixo (Já foi pior, se desenvolveu um pouco com o passar do tempo.)
-----------------------------

Perícias:

Manuseio de adagas.
Corrida.
Esquiva.
Arrancadas.
Fingir-se de morta.
Manuseio de velas de barco.
Chutes.

Vantagens/Qualidades:

Enorme vontade de aprender a fazer qualquer coisa.
Para certas coisas, é cautelosa.
Sabe quando deve fugir de uma briga, e sabe fugir muito rápido se necessário.
Grande vigor físico.
Carismática, facilmente contagia as pessoas a seu redor com seu bom-humor.
Aparência inofensiva.
Conhece atalhos para alguns lugares, devido às viagens.
É muito, muito ágil, podendo facilmente distribuir dois ou três golpes com uma adaga e ainda dar uma garrafada ou um chute em um pequeno intervalo de tempo.

Desvantagens/Defeitos:
Para certas coisas, é muito impulsiva e descuidada.
Não é muito inteligente, dificilmente faz deduções certas ou úteis.
É capaz de arrumar confusão facilmente.
Muitas vezes, tentando ajudar, faz coisas que acabam atrapalhando.
Álcool bem facilmente a deixa.. err... "zonza".
Traumatizada com florestas devido a um estupro.
Inimizade FORTE com o Governo de Rachel.
É uma semi-analfabeta.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
*ficha emerge de um punhadinho de terra*
RAAAAAAAAAAAAWR!!111!!1
Bom, aposto que alguém aí achou que eu quitei, acertei? ^-^
Pois bem, se tiverem achado... acharam errado!

Mesmo que miraginosamente rara, minha presença entre vocês ainda existe. Admitam, vocês amam isso <3
E aqui está minha fichitcha pro mundo novo!
Consertei/editei umas coisinhas que ainda estavam mal na ficha anterior, mas... ah, isso não é importante agora -o-
O importante é que a ficha tá aqui! x3
E depois dessa falatória desnecessariamente longa, eu me vou-me daqui!
Até mais! '3(^^)
*uma tempestade de areia passa, e ao fim dela, é possível me ver tossindo e esfregando os olhos ao longe*


Última edição por Carmen Dion em Ter Maio 10, 2011 8:03 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Carmen Dion
Múmia
Múmia

Número de Mensagens : 514
Idade : 23
Localização : Correndo ao redor do mundo!
Pontos : 3641
Reputação : 4
Data de inscrição : 22/01/2010

Ficha do personagem
Nome: Carmen Dion
Profissão: Trabalha fazendo entregas para um museu. Também normalmente furta.
Clã: Núverandi.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carmen Dion

Mensagem por Willen em Sab Mar 12, 2011 7:14 pm

Bem legal sua ficha. JUREI que quando passei o olho eu ví Carmem Sandiego xD
avatar
Willen
Esqueleto Arqueiro
Esqueleto Arqueiro

Número de Mensagens : 211
Idade : 26
Localização : Nifflheim
Pontos : 2952
Reputação : 11
Data de inscrição : 22/02/2011

Ficha do personagem
Nome: Kem Nelliw
Profissão: General Dragão Branco da Ordem do Dragão
Clã: Ordem do Dragão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carmen Dion

Mensagem por Katherine M. Lounge em Sex Abr 01, 2011 11:16 am

Eu li tudo sua ficha, foi os 50 minutos mais lindos que passei que valeu todo meu 2010. Eu chorei

Não quero falar muita coisa aqui senao vai fica enorme, saiba que lembro de ti todos os dias e sinto a mesma falta mais intensamente =/
ficha nostalgica demais
mais coisas te falo por msn
nao to morta ;x
avatar
Katherine M. Lounge
Múmia
Múmia

Número de Mensagens : 487
Pontos : 3685
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/01/2010

Ficha do personagem
Nome:
Profissão:
Clã:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carmen Dion

Mensagem por Hyon Shizuma em Qui Ago 11, 2011 1:43 am

Ufa.... pensei que não ia mais parar de ler .
Vou ler de novo porque adorei XD

Hyon Shizuma
Esqueleto
Esqueleto

Número de Mensagens : 14
Idade : 30
Localização : Quissamã -Rj
Pontos : 2567
Reputação : 0
Data de inscrição : 06/08/2011

Ficha do personagem
Nome: Hyon Shizuma
Profissão: Entremmétier
Clã:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carmen Dion

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum